Só Mea Culpa Não Basta

por Octavio da Cunha Botelho

34b

A construção de igrejas durante a Idade Média consumia uma enorme quantidade de madeira retirada das florestas.

            O papa Francisco recebeu ontem (21/07/15) no Vaticano uma comissão de cerca de setenta prefeitos de várias cidades do mundo, inclusive o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, de Paris, Anne Hidalgo, de Roma, Ignazio Marino e o governador da Califórnia, Jerry Brown. Também os prefeitos brasileiros de São Paulo, Fernando Haddad, do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, de Belo Horizonte, Márcio Lacerda e de Porto Alegre, José Fortunati. Os assuntos da reunião foram o problema ambiental e a escravidão moderna.

            Bem, nenhuma pessoa sensata deixará de concordar que estes são dois tópicos da maior importância atual e que, quanto mais pessoas e instituições envolvidas na solução destes problemas, melhor será para o planeta e para a sociedade. Agora, o fato desta reunião ter sido convocada pela Igreja Católica e de ter ocorrido no Vaticano é intrigante, no sentido de que a participação desta igreja só é justificável se a memória dos feitos no passado desta corrente cristã for ignorada por completo, pois sabemos que, durante a Idade Média até o início da Era Contemporânea, a Igreja Católica foi a instituição no mundo que mais devastou o meio ambiente, com a extração de madeiras, sobretudo na Europa, bem como, explorou a escravidão, para a construção das milhares de igrejas espalhas pelo mundo. Até alunos secundaristas sabem que muitas das igrejas brasileiras foram construídas pelos escravos. Um curioso documentário já foi exibido na televisão mostrando a absurda quantidade de madeira utilizada na construção de igrejas na Idade Média, em razão da precariedade tecnológica de construção na época e da inexistência de máquinas, que depois substituíram o trabalho estrutural e de suporte com madeiras. Geólogos também mostraram como a Europa era repleta de florestas antes deste período de devastação.

            Não apenas com respeito a estes assuntos, mas a Igreja Católica também se interessa atualmente na solução de muitos problemas que ela mesma foi causadora no passado (destruição do meio ambiente, exploração da escravidão, obstrução à educação científica, intolerância religiosa, incentivo à guerra e discriminação da mulher). A Igreja reconhece seus erros do passado e com isso perdoa, tal como o próprio papa João Paulo II perdoou oficialmente a intolerância e a injustiça cometidas por esta instituição com as ideias de Galileu. A Igreja Católica está cansada de reconhecer os seus erros e de pedir desculpas pelo passado, mas será que o arrependimento dos erros e o pedido de desculpas são suficientes para inocentar alguém ou alguma instituição? Os argumentos mais comuns dos católicos são os de que a Igreja agora é outra, que ela arrepende dos seus erros, e que não devemos nos preocupar com o passado, mas sim trabalhar na solução dos atuais problemas pessoais e sociais. Bem, o argumento poderá até ser justificável, se apenas perdoar bastasse. Imagine se todos os criminosos no mundo fossem perdoados de seus crimes por apenas reconhecer os seus erros e por pedir desculpas para as famílias das vítimas. O fato intrigante é o seguinte, a Igreja Católica cansou de se arrepender e de perdoar, mas nunca indenizou alguém pelos crimes que cometeu, muito pelo contrário, se enriqueceu com eles, através do confisco de bens das pessoas que ela considerava hereges durante a Idade Média. Por exemplo, como indenizar Galileu agora?

503185770_0e9b677db2

A Igreja de Nossa Senhora de Santana, em Rio de Contas, na Bahia, Brasil, uma das tantas construídas pelos escravos.

            Portanto, ao invés de convocar reunião para conversar sobre um problema que ela mesma foi uma das maiores causadoras, para efeito de indenização, a Igreja deveria plantar a mesma imensa quantidade de árvores que ela devastou nas florestas da Europa na construção das suas tantas igrejas, pois, se hoje não temos mais florestas naquele continente, sendo que, durante a Idade Média elas eram abundantes, é porque a Igreja Católica as destruiu por completo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s